terça-feira, 25 de outubro de 2011

Uma alma livre - parte III

Vimos nos estudos anteriores que uma alma livre se expressa em tudo o que faz. Uma pessoa que tem uma alma curada se expressa, fala, porque é livre. Jesus tem lhe curado apressadamente para que você se expresse cem por cento no Reino, de forma que seja uma surpresa para todos que lhe cercam. Por isso se expresse. Essa é a qualidade de uma alma plenamente curada.

Orar pelos inimigos - A Bíblia diz que além de amar devemos orar por nossos inimigos que nos perseguem (Mt 5:44). Orar pedindo de Deus graça, revelação, unção, paz para que não haja mais motivos para inimizades. É assim que uma pessoa curada age. O curado não permite que mágoa, ressentimento, lembranças ou mesmo alguém que, por ignorância fez algo para lhe prejudicar, prenda a sua vida ao passado.

Quem é nascido do espírito, vence a obra da carne. Deus nos dará o dom perdoador para que haja liberalidade em nossos corações para que amemos verdadeiramente uns aos outros. Ao lhe fazerem essa pergunta novamente, se você decidir amar os que lhe perseguem, não terá mais motivo de lembrar de alguém que lhe causou algum dano. Uma pessoa curada não permite ficar preso a uma lembrança.
Amar a si mesmo - Para amar vidas é necessário ter a habilidade de se amar primeiro, de ter uma alma organizada e renovada. Como está o nível da sua alma? Quando cumprimos os mandamentos, o Senhor organiza o nosso mundo interior.
Uma pessoa que não se ama também não ama vidas. Ora, uma pessoa que se auto-denomina que não ama a si mesma é porque tem muita coisa em seu histórico. O que faz uma pessoa se amar não é a aparência, o biotipo, o estereótipo, o fator externo, mas o que é somado na alma é que conduz ao amor ou ao aborrecimento. Há pessoas que são aparentemente bonitas e se odeiam e outras, que são aparentemente feias e se amam. Quem tem uma alma livre se ama e ama vidas.
Qual a visão que você tem de si mesmo? Isso é muito importante. As pessoas se vêem de acordo com a alma. Deus vai ampliar o conceito que você tem de si mesmo para que se alguém intentar contra sua alma tenha prazer em dizer que o seu Senhor, Yeshua Ha Mashiach, aparentemente era feio, mas mudou uma história (Is 53:2). Jesus não possuía em sua aparência beleza, mas mudou uma história. Um homem que possuía uma alma que desejamos, entrará em nós para ampliar nosso conceito e nos conduzirá ao amor por vidas.
O cuidado com a alma - Sabemos que pessoas que vivem no mesmo contexto possuem posturas diferentes e não é por causa das informações que receberam e sim por causa dos lixos que absorveram. São pessoas que só jogam lixo na alma enquanto outras vivem em meio ao lixo, mas não se contaminam, por gostarem de nobreza. São as antíteses ao ambiente.
Deus transformará a sua alma e o seu discipulador e as pessoas olharão para você e verão que você é uma pessoa de excelência e de muitas conquistas. Tome posse da grandeza do Reino de Deus. Não permita que sua alma fique perturbada. Receba o mandamento de Deus e ame as vidas.
Respeito - Precisamos nos respeitar. O respeito nos permite enxergar a nós mesmos e as pessoas de forma diferente. Tudo se torna mais compensador quando voltamos a respeitar a vida, respeitar o que fazemos e respeitar as pessoas.
Deus quer nos curar em todas as áreas. Uma alma desestressada volta a amar. A alma estressada obstrui o amor. Precisamos remover tudo o que embruteceu a alma para que voltemos a amar. Quando voltarmos a amar, ganharemos, consolidaremos, discipularemos e enviaremos uma equipe de excelência.
Deus está desestressando a nossa alma e nos batizando em amor. Somente através do amor aumentamos o nosso nível de conquista. Toda pessoa que vive de bem com a vida prospera muito mais.
Não podemos esquecer que Deus nos entregou através de Jesus o mandamento do amor: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer. Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda. Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.” (João 15:12-17)

Uma alma livre - parte II


Vimos na lição passada que uma alma livre se expressa em tudo o que faz. Uma pessoa que tem uma alma curada se expressa, fala, porque é livre. Jesus quer lhe curar apressadamente para que você se expresse cem por cento no Reino, de forma que seja uma surpresa para todos que lhe cercam. Por isso se expresse. Essa é a qualidade de uma alma plenamente curada.
Prisões na alma - Existem coisas que ainda prendem a alma, como as resistências, por exemplo. Resistência a liderança, a obediência, a submissão.

Tudo isso porque existe um histórico que prende a alma em um ponto. A pessoa quer até se desprender, mas o diabo sempre a leva ao ponto da dor para a deixar amarrada, presa e, conseqüentemente, anulada. Com isso, a pessoa não consegue vislumbrar a grandeza da parte do Pai nem receber tudo quanto tem sido ensinado e encaminhado para gerar uma vida plenamente transformada.
Obediência - A obediência é uma das características de uma pessoa curada. Todas as ordens foram dadas para serem obedecidas, quer sejam humanas, quer sejam espirituais. Quem trabalha na vida secular sabe que, ao receber uma ordem do seu chefe, precisa cumpri-la, senão sofrerá conseqüências e deixará de gozar alguns privilégios. Devemos obedecer. Quando isso não acontece, causamos danos para nós e, muitas vezes, para as pessoas com as quais convivemos e dependem de nós.
Não há como quebrar princípios e não colher conseqüências danosas. Pode ser durante um minuto, um segundo, não importa, uma lei foi quebrada e seu infrator deverá administrar as conseqüências dessa ação, seja de ordem física ou espiritual. Às vezes, colhemos conseqüências até por obedecer, imagine por desobedecer. Deus é assim. Ele criou leis que não devem ser quebradas.
Quando somos curados, passamos a ter sensibilidade à obediência. Só obedece quem tem sintomas de cura e libertação. Quem não tem sintomas de cura e de libertação, diz até sim para a obediência, mas faz o contrário, por ter um ponto de contato no passado que está sempre lhe conduzindo a lembranças que o faz resistir à obediência.

O amor a Deus - “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.” (Dt 6:5-7)
Em João 15:12, Jesus disse que há uma ordem para nós, um mandamento que diz que devemos nos amar uns aos outros assim como o Senhor nos amou, nos ama e sempre nos amará. Essa é a Sua ordem para nós: amar vidas. Através da obediência, alcançamos o amor porque amar é uma decisão.
O amor aos inimigos - Jesus disse em Mateus 5:44-48, “Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.”
Ao dizer que devemos amar os nossos inimigos, Jesus estava dizendo que, no dia em que decidíssemos amar aqueles que nos perseguem, não teríamos mais motivos para dizer que não gostamos de alguém, porque o amor de Deus vai entrar no seu coração em uma profusão tão grande que você passará a amar as vidas no sobrenatural de Deus.
Amar os inimigos é uma ordem do Reino que não deve ser quebrada. Amar uns aos outros como o Senhor nos ama e amar os que nos perseguem significa que não há benefício quando fazemos o contrário.
Pare por um instante e pense em uma pessoa que você não gosta, não simpatiza. Pensou? Então, se possível, vá até essa pessoa e faça um conserto com ela. Você só tem a ganhar agindo assim e, mais uma vez, o diabo perderá território porque o amor vence tudo.

Uma alma livre - parte I

Uma alma livre se expressa em tudo o que faz. Então quando você vir uma pessoa se expressando, esse é o sinal da cura dessa pessoa. Você que já participou de um momento de cura e presenciou pessoas sendo curadas sabe que elas se expressam alegremente pela cura recebida. Expressam-se porque reconhecem que o Senhor as tocou em um nível sobrenatural e foram curadas.

O mesmo acontece na alma. Uma pessoa que tem uma alma curada se expressa, fala, porque é livre.
O ataque nas emoções - Certa vez, conheci uma pessoa que era conhecida como tímida por não falar muito e não saber lidar com o público. Eu lhe perguntei se tinha filhos e ele disse que sim. Há coisas que, para nós, não existe a timidez.
Satanás prende as emoções para que não consigamos nos expressar e nem esboçar os sentimentos. Essa pessoa foi curada e hoje é livre para se expressar. Alcançou destreza no falar e se tornou um exemplo de comunicação, porque foi tocado por Deus e descobriu que a sua alma estava associada ao passado onde se escondia atrás dessas coisas.
O alvo do diabo é conservar feridas e opressões. A Bíblia diz que o Senhor Jesus veio para nos trazer vida em abundância, enquanto o diabo veio para roubar, matar e destruir as emoções, os sentimentos, a vida espiritual, a vida intelectual, a vida afetiva. O propósito do diabo é nos tornar reféns do seu cativeiro (João 10:10). Jesus quer retirar o Seu povo de todo cativeiro e trazer libertação. A vontade do Pai é nos ver plenamente curados e sarados.
A cura de Deus - “Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará. e a tua justiça irá adiante de ti; e a glória do Senhor será a tua retaguarda.” (Isaías 58:8)
Jesus quer lhe curar apressadamente para que você se expresse cem por cento no Reino, de forma que seja uma surpresa para todos que lhe cercam. Por isso se expresse. Essa é a qualidade de uma alma plenamente curada.
Talvez você olhe para sua vida e veja áreas que parecem estar atrasadas, ou talvez sua liderança esteja fraca, porque o objetivo de Satanás é prender a sua alma. Porém, tenha a convicção de que Aquele que começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus (Fp 1:6). “Se o Filho do Homem vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (Jo 8:36).
A cura de Deus não é para pessoas quase livres, mas para aquelas que reconhecem a autoridade de Yeshua em suas vidas.

O objetivo da cura - Uma pessoa curada se expressa porque é liberta. Deus quer que você seja livre para que, ao abrir da sua boca, a comunicação do Trono lhe encha de palavra rhema, palavra de conhecimento, palavra de poder, palavra que quebra grilhões e constrói coisas novas, porque uma alma livre se expressa.
Ao chegar nas células, chegue com a ousadia do Senhor e com a unção que Ele lhe deu para consolidar. Não fique guardado em sua alma e mergulhado em você mesmo, achando que você não pode quando a Palavra afirma que você pode todas as coisas em Jesus que lhe fortalece (Fp 4:13).
O capítulo 15 de João é um discurso para líderes curados, chamados discípulos do Senhor Jesus. Jesus faz todo esse discurso para mostrar o que é ter uma alma livre, sarada, curada e liberta em sua essência. Todo o discurso de Jesus é para atingir os frutos e lhes dar nomes e características, bem como chamá-los de frutos fiéis. Todo fruto que é fiel possui em sua vida a característica de ser curado e liberto.
Uma alma

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Discernindo os Tempos!

" Tudo faz Deus Formoso a seu tempo" Ec3.1
Uma das 12 Tribos de Israel , era a Tribo de Issacar, 1Cr 12.21 e 32, segundo o relato Biblico descrito no Cap 12  diz que estes “sabiam discernir os momentos em que Israel devia agir e a maneira de fazê-lo” (Bíblia de Jerusalém).

Deus faz tudo formoso a seu tempo, e nós, temos tido a mesma perspicácia da Tribo de Issacar? Temos tido o mesmo discernimento a respeito dos tempos, dos acontecimento e das reações frente a estes?

Acredito que hoje falta a nós esta mesma Unção que havia na Issacar, a " Unção do Discernimento dos Tempos"

Devemos então buscá-la, e não somente esta, devemos analisar todas as cada uma das características das Tribos, pois cada uma tinha uma função e juntas formavam o POVO DE ISRAEL, O POVO IMBATÍVEL RUMO A TERRA PROMETIDA,

Que Deus Abençoe,
Ministro Matiello

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Rio De Deus






“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará”
(Sl.1:1-3)
O Segredo para da vida, da sobrevivência e fruticação de uma árvore, é decorrene do lugar onde se encontram as suas raízes.
Deus é tão sábio que inspirou o Salmista neste trecho bíblico.
Para alguns pode até parecer uma simples parábola, mas a realidade é que de fato é algo extremamente racional, quase uma expressão matemática:
“ O produto da vida da árvore, assim como sua multiplicação é diretamente proporcional a  soma de nutrientes contidas na terra onde esta sua raiz”...
Da mesma forma acontece conosco:
Como vivemos e o que somos,cremos, pensamos,falamos, fazemos e multiplicamos está diretamente ligada ao solo onde estamos plantados.
Se nossas raízes estão plantadas num solo de amargura, seremos, pensaremos,falaremos,faremos e multiplicaremos a amargura.
Se nossas raízes estão num de rejeição, seremos, pensaremos,falaremos,faremos e multiplicaremos a rejeição.
Se nossas raízes estão no Abuso, Complexos,Prostituição...,e isso que seremos, teremos e multiplicaremos.
Todavia se estivermos com Nossas Raízes junto ao Rio, o Rio de Deus, Nossas Raízes serão saudáveis, nossos frutos serão saudáveis, porque multiplicaremos no tempo certo, a coisa certa.
Mais um ano se inicia, mais um ciclo começa, e ao findar este ciclo, o de 2012, o que você espera colher?
Meu Conselho, mantenha suas raízes junto ao Rio. Beba do Rio. Viva do Rio.
E sua colheita será FANTÁSTICA!

“Ó Senhor, Esperança de Israel! Todos aqueles que te deixam serão envergonhados; o nome dos que se apartam de mim será escrito no chão; porque abandonam o Senhor, a fonte das águas vivas.” Jeremias 17:13
Volte-se Para a FONTE de ÁGUAS VIVAS!!! E a Ferida sarará!!!

Forte Abraço,
Ministro Matiello



quinta-feira, 14 de julho de 2011

LIBERTAÇÃO


Todos, seria a resposta mais correta, porque a Palavra de Deus diz em I João 1:8-10: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” E completa em I João 3:8-9 “ Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado, porque a sua semente permanece nele e não pode pecar porque é nascido de Deus”
Se partirmos do princípio de que todo homem à partir da queda original carrega a natureza adâmica, por isso é propenso ao mal, já seria o suficiente para dizer que ele necessita ser liberto, porque o pecado nos traz cativos ao diabo.
Existem três níveis de libertação:
1. Libertação do nosso espírito no momento em que nascemos de novo (só feita pelo Espírito Santo) – ver Efésios 2:1-3 e João 3:6
2. Libertação da alma – ver Hebreus 12;1 e I Coríntios 10:4-5
3. Libertação de enfermidade física – ver Lucas 13:10-17
“A cruz é o centro de tudo. Também nela, Cristo levou todas as maldições:“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar, porque está escrito: ´Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro ”.(Gálatas 3:13). Se o texto em apreço está claro, quando diz que Cristo se fez maldição em nosso lugar, porque tratamos do tema: “quebra de maldições
No que tange à maldição, a mesma coisa. O profeta disse: Portanto, o meu povo será levado cativo, por falta de entendimento (Isaias 5:13). Prince diz ainda: “Se nós permanecermos ignorantes, será nosso o custo. Perderemos muito de toda a provisão que Deus nos oferece através do sacrifício da morte de Jesus na cruz”. A ignorância nos fará pagar um alto preço, já que Deus nos faz responsáveis por tudo aquilo que deixou escrito em sua Palavra.
Quantas vezes o diabo tem nos impedido de enxergarmos as promessas de Deus para nós, e passamos a viver como miseráveis! O apóstolo Paulo escreveu: “Bendito o Deus Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo”.(Efésios 1:3). O texto está claro: Deus nos abençoou com todas as bênçãos. Fico a pensar se pelo menos uma boa parte dos crentes espalhados pelo mundo tem ao menos 50% dessas bênçãos. É bem provável que não. Mas, qual é o problema? O problema é que o apóstolo diz que as bênçãos estão nos lugares celestiais. É necessário que aprendamos meios eficazes dentro da Palavra de Deus, para transportarmos o que é nosso dos lugares celestiais para o mundo material. A confissão apropriativa é com certeza um das formas que Deus providenciou para isso, para experimentarmos em nossa vida os benefícios que foram alcançados para nós em esperança, somos salvos “ (Rm 8:32), “ ainda não se manifestou o que haveremos de ser” (I João 3:2). Nesta vida atual desfrutamos de Cristo à medida em que o abracemos por meio das promessas.”
CONCLUSÃO: RM CAP 8 VERS 1 Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.

 Fonte: Clínica da Alma.

Aprecie e reflita sobre esta mensagem e ministração, ela com certeza lhe trará cura e renovação de entendimento.

Forte Abraço

Ministro Matiello

Poder em nossas Palavras...

Texto: Lucas 18:41 “dizendo: Que queres que te faça? E ele disse: Senhor, que eu veja”.
INTRODUÇÃO:
Para um pedido tão direto e objetivo, a resposta de Jesus não poderia ser menos direta e objetiva: “E Jesus lhe disse: Vê; a tua fé te salvou” – (v 42). O relacionamento que o Senhor quer conosco é exatamente assim, direto e objetivo. O que atrapalha a pureza desse relacionamento são sentimentos mesquinhos que inundam nossas almas. Vamos ver uma história de sofrimento e luta que poderia ter sido simplificada se as irmãs não tivessem passado a vida querendo se impor, uma para a outra.
=> Nasceu um filho, qual o seu nome?
a) RUBEM: GN 29.30-32 – “O Senhor atendeu a minha aflição e por isso agora me amará o meu marido.” A esperança estava nas circunstâncias;
b) SIMEÃO: GN 29.33 – “O Senhor ouviu minha reclamação e também me deu este.” Buscou o Senhor somente para reclamar.;
c) LEVI: GN 29.34 – “Agora o meu marido vai se ajuntar comigo, porque lhe dei três filhos.” Continuou a olhar para as circunstâncias;
d) JUDÁ: GN 29.35 – “Esta vez louvarei ao Senhor!” Antes tarde do que nunca;
e) DÃ: Raquel decide apelar: GN 30.6 – “Julgou-me Deus” Outra reclamadora. Deus responde: Lamentações 3.39: “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.”
f) NAFTALI: Raquel apela de novo: GN 30.8 – “Lutei com minha irmã e venci!” O diabo mostra as garras;
g) GADE: Léia também apela: GN 30.11 – “Vem aí a turba” Quando irmãos entram em guerra o diabo fica à vontade e vem a confusão;
h) ASER: Leia não mede limites: GN 30.13 – “Então, disse Léia: Para minha ventura, porque as filhas me terão por bem-aventurada; e chamou o seu nome Aser.” Pobre da mulher que tenta prender o coração do homem com filhos;
i) ISSACAR (Deus me deu meu galardão) E ZEBULOM (deus me deu uma boa dádiva):GN 30.14-15 – Enquanto Raquel põe sua esperança nas mandrágoras, Leia se aproveita;
j) JOSÉ: GN 30.23 – “Ela concebeu, deu à luz um filho e disse: Deus me tirou o meu vexame.” O fruto da briga vai sofrer muito;
k) BENJAMIM: GN 35.16-19 – “Partiram de Betel, e, havendo ainda um pequeno espaço de terra para chegar a Efrata, teve um filho Raquel e teve trabalho em seu parto. E aconteceu que, tendo ela trabalho em seu parto, lhe disse a parteira: Não temas, porque também este filho terás.E aconteceu que, saindo-se-lhe a alma (porque morreu), chamou o seu nome Benoni; mas seu pai o chamou Benjamim. O fim da contenda é a morte.
CONCLUSÃO
Muita gente passa uma vida inteira diante de Deus e continua com os olhos apontados para as circunstâncias (além disso fazem das disputas pessoais o eixo central de suas vidas). Os irmãos que vieram a constituir a tribo de Israel sofreram e ainda sofrem até os dias de hoje as conseqüências da disputa, onde aprenderam a desenvolver atitudes negativas.
O que está nos faltando nos dias de hoje é um relacionamento sincero diante de Deus, onde largamos as rusgas e outros sentimentos negativos, como inveja, mágoa, rancores, ódios, ciúmes e outros, para notar que o Senhor está diante de nós esperando o nosso LOUVOR SINCERO.
Voltando ao início da mensagem, quando Jesus perguntou ao cego, a resposta foi simples. Quando Jesus argumentou com o centurião, ele disse: “pois também eu sou homem sob autoridade e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu criado: faze isto, e ele o faz”. – Mateus 8.9. A resposta de Jesus foi a mesma: VAI. E ele foi e teve sua oração atendida.
Hoje é dia para aqueles que precisam de uma resposta de Jesus atenderem ao chamado do Senhor que te dia VEM. E te pergunta:QUE QUERES QUE TE FAÇA?
Nossa oração é para que se abra o canal de comunicação. Você vai dizer o que quer e o Senhor vai te responder com a mesma palavra.
Família em crise? O Senhor resolve.
Saúde complicada? O Senhor cura.
Problemas financeiros? O Senhor provê.
Depressão? O Senhor renova.
Vícios? O Senhor liberta.
Sentimentos magoados? O Senhor alegra.
AMEM………….DEUS SEJA GLORIFICADO

Fonte: Clínica Alma.
Ocorreu um erro neste gadget